25 de novembro de 2008

O Silêncio (2)

Há tantas vozes te pedindo atenção, tantos conselhos, tantos sons que mal podemos ouvir a própria consciência. Quando eu falei sobre silêncio uma vez, foi pra falar sobre como essa arte permite não apenas uma reflexão profunda sobre a oração, mas também como tudo parece menor quando o silêncio alcança o coração. Mas agora, eu vou falar sobre um silêncio tortuoso: quando Deus se cala.

Começa que Ele não é falastrão. Aliás, é um péssimo palestrante. Tanto que quando veio pra cá, teve o cuidado de puxar a família de Davi: cuja verve é muito boa (haja visto Salomão). Mas quando Ele resolve falar Ele mesmo, a voz não é audível - afinal, ele não é um fantasma - mas sua comunicação é sutil, interessante, interna. Sabe quando parece que aquele remelexo no peito acalma, quando a voz que diz que algo está errado parece finalmente de bom humor, quando o sentimento é pacífico? Esse é um exemplo.

A Bíblia é outro. Mesclando lembranças com textos bíblicos, Ele consegue s fazer entender perfeita e pessoalmente. Aconteceu comigo esses dias, onde eu precisava de uma ordem, e Ele deu lançando mão desse artfício. Não foi uma grande frase, nem mesmo uma grande coisa. Deus é discreto. Um gentleman. Mas como eu disse, o problema é quando Ele fica quieto.

Tal silêncio é conseqüência de teimosia. Ora, pra que que Ele vai falar alguma coisa se você já tomou sua decisão? Não vai ter como te convencer de nada. Mesmo Ele não tem esse poder, uma vez que temos a livre escolha, e Ele não a tira de nós. O chavista do inferno sim, curte uma mordaça.

Ele não vai tocar sequer no assunto, uma vez que não precisa. Você já decidiu, e agora quer que Ele concorde e dê sua bênção pra uma coisa a qual Ele não foi consultado. Em nenhum momento. Mas ele dá pequenos conselhos, na forma de alguns empecílhos, má vontade, atitudes ruins, pessoas dizendo coisas contrárias. Se ainda assim, sua teimosia é maior, Ele vai ter que fazer alguma coisa.

O silêncio de Deus acontece com uma atitude empedernida, obstinada. Quando se encasqueta com uma idéia e não se desiste até se ferrar. Lembra do Filho Pródigo? Pois é, depois que ele fez tudo o que queria e pagou por isso, resolveu voltar. Nesse tempo, seu pai não foi atrás dele, nem o proibiu: calou-se, pois sabia que não poderia tirar do rapaz a idéia obstinada. Nada o deteria em seu intento, nada lhe seria empecilho.

Posso dizer, seguramente, que esse silêncio é matador, pois ele gera uma dúvida torturante: quando dois caminhos parecem corretos, mas você não sabe qual seguir. É como se você já soubesse qual você quer seguir, mas ainda assim sua própria consciência está martelando que algo não está certo.

Até que alguma coisa faz tudo cair, e aí, de novo (sua anta) você está no lugar certo pra ouvir. E nem sempre uma pregação inteira vale: uma frase apenas é suficiente, pois Deus trabalha com muito mais recursos que a palavra, como também a memória. E com isso Ele constrói - discreta e pessoalmente - o que Ele estava tentando te dizer.

Geralmente Ele tem alguma coisa que nós não queremos ouvir. Quase nunca é. Eu o tinha como um destruidor de sonhos, onde um Deus mimado e legalista adorava mandar pessoas pra buracos do mundo de acordo com sua vontade. Não é bem assim. Cada pessoa tem seu caminho. O problema é descobrir qual é.

Eu ganhei um tempinho de caverna, é verdade. Não gostei da solução, mas vai ser produtiva. E vamos ver o que mais Ele vai falar. Afinal, Ele adora esperar o tempo correto pra remover os empecílhos que invalidam o som de sua voz.

23 de novembro de 2008

Caminhando


Uma foto antiga.

14 de novembro de 2008

Por que fico bom a boca fechada....

Direto do Púlpito Cristão. Eu disse que não xingaria mais, então outros o fazem por mim....

--------------------------------------------------------------------------

Essas regras são uma constatação pessoal do "valor médio" do louvor gospel brasileiro. Siga-as a risca e seja um sucesso instantâneo.

Fale pouco de Deus e de sua obra redentora...

Mais ainda, faça as pessoas acreditarem que Deus é o Papai Noel dos adultos;

Vogais...
seu refrão adora mais se tiver vogais, elas mostram sua espiritualidade e encobrem sua capacidade de criar refrões inteligentes."Ouaieoua" é algo que vai fazer todos sentirem o maior êxtase espiritual;

Leia Cantares, Jó, Ester e outros livros pouco lidos da Bíblia,
faça uma salada com versículos desses livros... Junte em um refrão grudento;

Ministrações espontâneas...
você precisa ter ministrações espontâneas, mesmo que você as ensaie e decore tudo o que vai falar, e fale sempre a mesma coisa no mesmo momento em todas suas ministrações;

Diga sempre que foi Deus quem te deu a música...
isso tira de você o peso de não saber compor, e também te dá uma arma poderosa contra os que fizerem criticas... "Você ousa questionar Deus e o Espírito Santo ???";

Fale em línguas...
não importa se ninguém entende, isso mostra que você é muito espiritual. Se você não sabe falar, finja que fala..."pega a lã pra tricotar", "rala cebola lá na pia", "chupa bala halls", "siri anda lá na praia" e "samambaia malambaia bambu na saia" são bons exemplos de embromação;

Chuva é extravagante...
sempre faça 5 musicas sobre chuva por cd;

Fogo e rio também são extravagantes...
sempre peça pra Deus mandar fogo e te afogar no rio;

Por aplicação direta das 2 regras acima, se você pedir chuva de fogo, você será ungido(a) com a unção da face de leão marinho do norte, e rio de fogo com a unção do peixe boi sagrado. Cuidado, se você pedir fogo e depois chuva, a chuva apaga o fogo!;

Nunca leia a Bíblia...
afinal ela pode condenar as idéias propagadas por suas músicas, leia caixinhas de promessas e Kenneth Hagin;

Faça atos proféticos...
ignore o fato de que os profetas do Velho Testamento só faziam tais coisas por ordem de Deus. Ignore também o fato de que no VT os profetas faziam as coisas para ilustrar uma realidade espiritual, não para mudar a realidade espiritual;

Cante como a Ana Paula Valadão...
Se não for possível, finja que é. Se não der para imitar a Ana Paula Valadão, ao menos imite a Nívea Soares. Se nem assim der, determine que você pode, afinal suas palavras têm poder (lembre-se se a Bispa Sônia Hermandes pode desafinar diante de um microfone para milhares de pessoas, você também pode);

Shophar...
você precisa de um, mesmo que não faça idéia do que seja um Shophar.

Dançarinas...
arranje dançarinas, Tai chi chuan é uma boa alternativa. Quanto mais parecidas com mariposas, melhor;

Gravação ao vivo é extravagante...
ninguém nunca pensou em fazer isso, vá e destrua os poderes satânicos em quixopó do norte com sua ministração profética de 15 minutos;

Compre um violão de 12 cordas,
e tenha uma igreja em Contagem;

"Penteai a noiva"...
 é um bom nome par ministério de louvor extravagante, e soa bem melhor que dizer "fazei chapinha na noiva";

Role no chão durante as ministrações...
Crê-se que o deus dos extravagantes se agrada dos que se portam como sofredores de epilepsia;

Coloque um pimenta do reino embaixo da língua..
.
ninguém vai entender o que você canta, lembre-se "gemidos inexprimíveis";

Durante a ministração, repare bem em tudo o que os outros estão fazendo...
Qualquer atitude no sense extravagante deve ser copiada, ainda que você não faça idéia do porquê;

Compre CDs do hillsongs, hosanna music, Jason Upton e Vineyard...
copie todas as músicas que derem para ser tocadas em sol maior. Aliás, toque todas em sol maior. Sol Maior é meu Pastor e nada me faltará;

Se você for um cantor gospel romântico decadente...

invente uma visão, experiência, ou algo do tipo e diga que Deus revelou que você deve gravar só adoração [não mencione o fato do seu produtor ter te avisado que essa é a tendência do mercado, nem fale que você está desesperado para arranjar dinheiro pra ir pra Las Vegas]. Se funcionou para Michael W Smith vai funcionar pra você;

Você tem um objetivo: Ser extravaga
nte;

Lembre-se: nunca venda um CD por menos de 25 reais...
ou a gravadora não terá o dinheiro para fazer o jabá.

Fale mal de todo tipo de musica secular...

A associe ao demônio e à falta de santidade. É preciso reduzir a concorrência com musicas de qualidade;

Emita barulhos estranhos e tenha atitudes esquizofrênicas...

Todo tipo de comportamento alucinado pode ser facilmente dissimulado em manifestações do "poder de Deus";
q
Objetos transformados em ouro voltaram à moda..